fbpx

Segurança da informação: descubra o que é e a sua importância!

Todas as empresas trabalham com um alto volume de dados relevantes, seja de clientes, fornecedores, parceiros, entre outros. E, devido a sua importância, é necessário garantir que eles não cairão nas não erradas. Para isso, contar com uma segurança da informação eficiente é essencial.

Afinal, por meio dela é possível manter a integridade, autenticidade e proteção dos registros, impedindo que terceiros possam roubar, manipular, danificar ou fraudar documentos, gerando não só prejuízos financeiros como, também, para a imagem do negócio.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para explicar os principais pontos sobre a segurança da informação. Acompanhe!

O que é segurança da informação?

A segurança da informação se trata de uma prática aplicada com a finalidade de assegurar que não haja acesos não autorizados aos aparelhos, redes e dados, mantendo a autenticidade, integridade e confidencialidade dos arquivos.

Em uma empresa, muitos dados são sigilosos e, caso sejam vazados para terceiros, os danos podem ser irreparáveis. O problema é que essas informações podem chegar às mãos de criminosos de forma simples — por exemplo, com uma simples troca de e-mails com algum cliente.

Dessa forma, a organização precisa implementar métodos e políticas com o objetivo de proteger e controlar a circulação desses dados, impedindo que indivíduos indesejados tenham acesso ou façam uso inapropriado das informações.

Entre as principais medidas a serem implementadas está a de contar com um departamento de Tecnologia da Informação (TI), composto por profissionais qualificados e especializados no assunto, e ferramentas apropriadas para manter uma segurança efetiva.

Quais são os conceitos de segurança da informação?

Para implementá-la da melhor forma na empresa, é necessário entender quais são os conceitos básicos da segurança da informação. Entenda quais são eles:

  • autenticidade: mantém a identidade de quem está encaminhando a informação;
  • confidencialidade: assegura que os dados sejam acessados apenas pelos responsáveis, impossibilitando que sejam encaminhados para um terceiro não autorizado;
  • disponibilidade: tem como objetivo garantir que o acesso aos sistemas e dados seja feito somente por pessoas ou entidades autorizadas;
  • integridade: protege a informação para que não seja alterada ou excluída sem autorização.

Sendo assim, a segurança da informação envolve todos os procedimentos que englobam usuários, equipamentos, comunicação e demais atividades que estejam ligadas à utilização da tecnologia da informação pela companhia.

Como saber se o software é seguro?

A fim de evitar que o software tenha falhas que podem comprometer a segurança da informação existem alguns aspectos que podem ser observados para identificar se a ferramenta atende a todos os requisitos necessários.

Tenha certeza que o sistema é atualizado

Um critério que deve ser avaliado no momento de contar com um sistema é o seu grau de atualização. Além de ter o auxílio de um produto que atenda aos requisitos do mercado para gerar segurança, a empresa desenvolvedora precisa garantir que haja inovações constantes sendo trazidas ao ambiente.

Caso não exista atenção a esse ponto, o software ficará ultrapassado e poderá ter um desempenho aquém do esperado, além de permitir que falhas aconteçam, ameaçando os dados e informações da empresa.

Pesquise a reputação da organização desenvolvedora do sistema

O mais indicado é entrar em contato com outros clientes que utilizam o produto. Assim, você saberá de forma mais ampla sobre a qualidade do sistema e se ele costuma apresentar algum tipo de erro.

Powered by Rock Convert

Outro meio que pode auxiliar é a internet, considerando que por meio dela é possível contatar pessoas com mais facilidade, fazer uma breve pesquisa para avaliar o histórico da desenvolvedora e identificar a satisfação dos clientes com os serviços oferecidos.

Veja se o sistema tem todas as funcionalidades prometidas

Existem vários sistemas disponíveis no mercado, cada um com suas particularidades. Nesse caso, é importante avaliar as funcionalidades de cada um para identificar aquele que mais se adequa às necessidades da empresa.

No entanto, pode acontecer de, no momento de instalá-lo, algumas das funções oferecidas não se adequarem às demandas da organização. Para evitar esse transtorno, o ideal é realizar um teste para se certificar que realmente ele é a ferramenta adequada.

Caso após testado e instalado ele apresente algum tipo de falha, é necessário comunicar o caso à empresa desenvolvedora para que ela tome medidas e ofereça o suporte apropriado.

Garanta que há segurança da informação

O sistema ERP funciona armazenando, estruturando e unificando vários dados que serão apresentados aos gestores, auxiliando diretamente na tomada de decisões. Por serem informações extremamente importantes — e muitas vezes sigilosas —, é preciso que existam garantias em relação à sua segurança.

Por esse motivo, antes de adotar um sistema, o recomendável é identificar com os dados gerados são arquivados e quais são as melhores soluções para que o acesso seja feito somente por pessoas autorizadas.

Avalie o suporte técnico

É muito importante que a empresa desenvolvedora do sistema implementado disponibilize diversas opções de contato com o suporte técnico. Afinal, atrasos nas manutenções e resoluções de problemas podem gerar prejuízos irreversíveis, inclusive sobre a usabilidade por parte de seus clientes.

Qual a importância de se preocupar com isso?

Com o rápido avanço tecnológico, a maioria dos processos realizados nas empresas são realizados por meios digitais, fazendo com que grande parte dos impactos gerados às organizações por ataques cibernéticos sejam capazes de comprometer dados e informações de clientes, parceiros, entre outros. Dessa forma, fica possível compreender o tamanho dos prejuízos que essas falhas podem causar.

As informações são bastante relevantes, principalmente para as tomadas de decisões e negociações, então, qualquer dado gerado pela companhia precisa ser devidamente acompanhado, dispondo da garantia de armazenamento e proteção adequadas.

Essa preocupação só cresce com o passar do tempo, tendo em vista que o esperado é que cada vez mais as transações sejam realizadas por intermédio das ferramentas tecnológicas.

Isso exige métodos eficientes capazes de manter a integridade, confidencialidade e demais aspectos necessários para impedir ataques que levem à perda de documentos, fraudes, acessos indevidos e que possam comprometer o pleno funcionamento das atividades do negócio.

Agora que você entende o que é a segurança da informação e sua importância, não espere para aplicar boas práticas na empresa e, dessa forma, evitar os prejuízos financeiros que um ataque cibernético proporciona ao negócio, além de manter uma imagem positiva da empresa frente ao mercado.

Este conteúdo foi interessante para você? Então, aproveite para compartilhar o texto em suas redes sociais e ajudar seus amigos a entenderem mais sobre o tema!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.