fbpx

Veja 4 dicas infalíveis para escolher a plataforma de e-commerce ideal

As perspectivas para quem trabalha utilizando uma plataforma de e-commerce no Brasil são positivas. A pesquisa divulgada pela Ebit/Nielsen em agosto de 2019 apontou que, apenas no primeiro semestre do ano, as compras virtuais cresceram 12% com relação ao ano de 2018. Isso significa que, cada vez mais, os consumidores têm dado preferência às plataformas digitais para compras, em razão da comodidade e da facilidade de utilização.

Acha que chegou a hora de escolher uma plataforma de e-commerce para a sua empresa? Então você está no lugar certo! Continue lendo este artigo para saber o que levar em conta ao fazer o investimento.

Como funciona uma plataforma de e-commerce?

Podemos dizer que a plataforma de e-commerce é o coração da loja virtual. Por meio dela, é feito todo o gerenciamento dos produtos. Seu funcionamento ocorre de uma forma específica. Veja.

Na “frente” da loja, estão disponíveis os produtos. Como uma vitrine, a frente da loja virtual precisa ser organizada e atrativa. Isso fará com que os utilizadores queiram navegar por ela e escolher suas compras.

Já nos “fundos” do e-commerce, é feito todo o gerenciamento da plataforma: cadastro de produtos, gerenciamento de estoques, atribuição de preços e descontos, gerenciamento de pagamentos, políticas de frete e entregas, entre outras funções.

É fundamental que as duas vertentes estejam perfeitamente integradas para garantir a fluidez e a coerência do processo de compras virtuais.

Quais são as principais dicas para escolher a melhor plataforma de e-commerce?

Deu pra ver que, para funcionar com perfeição, a plataforma de e-commerce precisa ser escolhida com cuidado, não é?

Então preste atenção nas dicas abaixo. Com elas, fica mais fácil entender qual a melhor plataforma de e-commerce para o seu caso.

1. Considere seu produto e tamanho da operação

Características próprias de cada negócio podem ser determinantes para a escolha da melhor plataforma. O segmento têxtil, por exemplo, exige uma estrutura robusta, capaz de aceitar diversos cadastros de produtos, considerando apenas pequenas variações (como cor e tamanho, por exemplo).

Além disso, é preciso ter consciência sobre o tamanho da operação realizada com base em projeções realistas de crescimento. Assim, fica mais fácil escolher uma plataforma com capacidade para acompanhar a evolução do e-commerce sem gerar gastos extras elevados e não planejados.

Powered by Rock Convert

2. Saiba quais são os recursos disponíveis

Não basta apenas investir em uma plataforma de e-commerce. É preciso ter a certeza de que ela trabalhará em conjunto com as demais estratégias para o sucesso do negócio.

Por isso, verifique quais são os recursos disponíveis no serviço avaliado e faça algumas perguntas-chave. Veja.

  • Há estrutura disponível para realizar um bom trabalho em SEO (otimização de visualizações e acessos)?
  • Oferece integração com sistemas de monitoramento, como o Google Analytics?
  • Qual o nível de responsividade do sistema? Ele se adapta a múltiplas plataformas?
  • Há variedade de formas de pagamento? Como é feito o controle financeiro?
  • As transações feitas pela plataforma são seguras?

3. Estude a concorrência

Uma forma bastante efetiva para escolher a melhor plataforma de e-commerce é fazendo um estudo da concorrência. Por meio da observação de outros players do mesmo setor, é possível avaliar casos de sucesso e fracasso em lojas virtuais.

Faça estudos aprofundados de cada detalhe das plataformas usadas pelos concorrentes: tome nota do que deu certo e do que não deu e busque fornecedores que consigam atender às necessidades listadas.

4. Pense como o cliente

Por fim, coloque-se no lugar daquele que mais importa: o cliente. Tente pensar como ele e crie uma outra lista, agora com detalhes que podem fazer a diferença na experiência do consumidor e fidelizar clientes em sua plataforma.

Pense em todo o processo de compra e avalie a interface da loja virtual, a usabilidade da plataforma, a facilidade de efetuar pagamentos, a transparência das informações e o acesso aos canais de suporte.

O que integrar em uma plataforma de e-commerce?

É impossível falar em vendas digitais sem falar em integração. Afinal, de nada adianta uma plataforma de e-commerce modernizada e amigável se ela não trabalha em conjunto com as outras etapas do processo de vendas.

Por isso, antes de fechar negócio e adquirir sua plataforma, verifique quais são as possibilidades de integração. É fundamental que os sistemas e aplicações de apoio, como as redes sociais, o ERP de gestão de vendas e as lojas físicas, possam ser acoplados ao sistema.

Agora você já sabe como escolher a melhor plataforma de e-commerce para o seu negócio. Não se esqueça de buscar fornecedores de confiança e que tenham expertise no segmento no qual sua empresa atua. Um detalhe como este pode fazer a diferença!

Aproveite o fim desta leitura para começar uma nova, agora sobre ERP para Gestão Fiscal de lojas físicas e-commerces. Estamos certos de que o conteúdo será muito útil!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.