fbpx

Estoque mínimo: entenda como aplicar esse conceito em seu negócio

O estoque mínimo representa a quantidade mínima de itens que devem ser mantidos no estoque da empresa até a hora de realizar um novo pedido aos fornecedores, evitando excesso de produtos parados ou a sua falta. Dessa forma, sua finalidade é mostrar o montante ideal de mercadorias necessárias para que o negócio seja capaz de funcionar e atender a todas as demandas dos seus clientes.

Por se tratar de um indicador fundamental para o controle financeiro da companhia, é importante que você entenda os principais pontos sobre o assunto, por exemplo, como calculá-lo, suas vantagens e demais. Para esclarecer suas principais dúvidas, elaboramos este conteúdo. Confira!

Como é possível definir o estoque mínimo?

Para identificar o estoque mínimo ideal para a empresa, é necessário observar o inventário da loja, pois é preciso entender tudo que a companhia produz, vende e usa na produção de maneira exata, considerando as demandas sazonais.

Além disso, deve-se considerar a média de vendas dos últimos meses e dividir o montante encontrado por dia, para ter uma projeção mensal. A partir do resultado encontrado, fica mais fácil estabelecer a quantidade de produtos que devem ser mantidos no estoque e evitar qualquer problema. Para realizar o cálculo, é preciso usar as seguintes fórmulas:

Powered by Rock Convert
  • consumo médio diário = consumo de itens em um período ÷ número de dias;
  • estoque mínimo = consumo médio diário x tempo de reposição.

Por exemplo: se o estabelecimento vendeu 250 unidades de certo item no mês, o consumo médio será de 8,4 produtos (250 dividido por 30 dias). Caso o período de reposição desse item seja de 10 dias, o estoque mínimo será de 84 peças, que é o resultado de 8,4 produtos por 10 dias.

Também é possível delimitar um valor de segurança acima do estoque mínimo para garantir que nenhuma mercadoria falte ou fique parada. Por exemplo, se a porcentagem definida for de 10%, o estoque mínimo considerado deverá ser de 92 produtos, já que foram adicionados mais 8 produtos (10% do estoque mínimo encontrado que é de 84 itens).

Quais são as vantagens e desvantagens do estoque mínimo?

O estoque mínimo pode proporcionar tanto vantagens quanto desvantagens para a empresa. Entenda melhor quais elas!

Vantagens

  • redução de gastos;
  • aumento do faturamento;
  • falta da necessidade de investir em estrutura física e logística interna devido à elaboração de um estoque menor;
  • minimização das falhas humanos no controle de entradas e saídas;
  • manutenção do fluxo de produção e vendas;
  • criação de uma equipe mais enxuta;
  • cumprimento dos prazos de entrega;
  • eliminação de produtos parados ou de avarias provocadas pelo tempo, além de evitar a falta de atendimento à demanda por falta do item no estoque.

Desvantagens

  • redução do poder de negociação com os fornecedores, já que eles oferecem melhores condições de pagamento ou descontos quando a aquisição é maior;
  • necessidade de um acompanhamento diário do estoque.

Agora que você entende melhor a importância do estoque mínimo da empresa, suas vantagens e desvantagens, para implementá-lo de forma eficiente, é preciso contar com um sistema de gestão que disponibilize relatórios gerenciais inteligentes, com informações precisas sobre as entradas e saídas de produtos, vendas e demais informações relevantes para uma tomada de decisão mais acertada.

Quer saber como o WM10 pode colaborar nesse processo? Então, entre em contato e conheça melhor a nossa solução e suas funcionalidades!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.